Médicos do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia denunciam atraso de salário desde abril

Médicos do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia denunciam atraso de salário desde abril

Compartilhar

Profissionais da Saúde do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) cobram salários atrasados há mais de quatro meses.

A unidade era gerida até 2 de junho pelo Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH). Recentemente, o processo de trocas de Organização Social (OS) da unidade passou por turbulências. A nova gestão é da Sociedade Beneficente Israelista Brasileira Albert Einstein (Hospital Albert Einstein).

O que diz a Secretaria de Saúde 

Segundo a SMS, o contrato com a antiga gestora vigorou até 31 de maio e todos os repasses foram realizados pontualmente. No entanto, o IBGH teria empenhado os recursos para as empresas terceirizadas, entre elas a Carvalho Serviços Médicos (CSMed) e a HMB Gestão em Saúde, para repasse aos servidores. 

“Para os profissionais, é revoltante e desanimador essa atitude que demonstra a total desvalorização do trabalho e desrespeito a todo o empenho que tiveram durante a exaustivas jornadas no HMAP”, denuncia um médico. 

A Secretária de Saúde de Aparecida informa, ainda, que “fez o repasse para quitação dos passivos trabalhistas e aguarda a prestação de contas por parte do IBGH”. 

Atraso de salário e rescisão indireta

A rescisão indireta é um direito trabalhista garantido aos profissionais que sofrem com condutas consideradas graves por parte de seus empregadores, impossibilitando a relação empregatícia.

O entendimento majoritário dos Tribunais Regionais do Trabalho é que a rescisão indireta pode ser solicitada pelo trabalhador quando o empregador já atrasou o pagamento em 3 diferentes meses. Contudo, cada caso deve ser analisado individualmente.

Notícias Relacionadas

Receba conteúdos sobre nossas especialidades em seu e-mail.

Atendimento Online Advogado

Antes de entrar em contato nos informe seus dados abaixo:

🔴 ALERTA DE GOLPE 🔴

Inúmeros clientes de escritórios de advocacia em geral estão sofrendo tentativas de golpes desde 2022 por telefone e WhatsApp.

Os dados de processos, no Brasil, são públicos. Isso facilita as ações de golpistas.

Por isso, se você receber qualquer contato em nome do escritório ou dos Drs. Gutemberg Amorim e Yunes Marques e Sousa solicitando envio de valores via Pix, desconfie!

Esse não é um procedimento do escritório.

Dúvidas, ligar para (62) 3091-7443.