Noiva que adiou o casamento por falha na entrega de vestido deve ser indenizada

Noiva que adiou o casamento por falha na entrega de vestido deve ser indenizada

Compartilhar

A 3ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do DF manteve a sentença de condenação contra as fornecedoras que não entregaram um vestido de casamento na data prevista para a noiva.

A reclamante relatou que fez o contrato de aluguel do vestido no dia 18 de agosto de 2017, com o combinado de pegar a peça no dia 20 de outubro (15 dias antes da celebração). No entanto, às vésperas da entrega, não conseguiu mais contato com as lojas e foi preciso adiar o casamento por diversas vezes, que só foi ocorrer em setembro de 2019 — após alugar o vestido com outra empresa. 

Recurso foi julgado

A Invazzion Sportswear e a Astral Noivas e Modas LDTA recorreram da decisão sob o argumento de que a entrega do produto seria de responsabilidade da empresa que havia adquirido as lojas e as obrigações. 

Ao analisar o recurso, o colegiado pontuou que o negócio de compra e venda das lojas, celebrado entre as rés e empresa terceira, não afasta a responsabilidade diante da consumidora. Sendo assim, foi mantida a sentença de condenação e as empresas devem pagar R$3 mil a título de danos morais, além da restituição do valor pago pelo vestido, de R$2.500,00.

Processo nº 0708715-11.2020.8.07.0004

Notícias Relacionadas

Receba conteúdos sobre nossas especialidades em seu e-mail.

Atendimento Online Advogado

Antes de entrar em contato nos informe seus dados abaixo:

🔴 ALERTA DE GOLPE 🔴

Inúmeros clientes de escritórios de advocacia em geral estão sofrendo tentativas de golpes desde 2022 por telefone e WhatsApp.

Os dados de processos, no Brasil, são públicos. Isso facilita as ações de golpistas.

Por isso, se você receber qualquer contato em nome do escritório ou dos Drs. Gutemberg Amorim e Yunes Marques e Sousa solicitando envio de valores via Pix, desconfie!

Esse não é um procedimento do escritório.

Dúvidas, ligar para (62) 3091-7443.